Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Palestra: Políticas Públicas Inclusivas da Educação na Perspectiva Inclusiva: em defesa da acessibilidade à formação humana

Palestra: Políticas Públicas Inclusivas da Educação na Perspectiva Inclusiva: em defesa da acessibilidade à formação humana

Aula Inaugural - Colegiado de Pedagogia. Palestra: Políticas Públicas Inclusivas da Educação na Perspectiva Inclusiva: em defesa da acessibilidade à formação humana

Palestrante: Profa. Dra. Sônia Mari Shima Barroco (UEM/DPI)

Público Alvo: Cursos de Licenciatura / UNESPAR campus Paranavaí e demais profissionais da área da Educação

Local: Centro de Eventos da Unespar, campus Paranavaí.

Data: 10 de Abril de 2018. Horário: 19h30m. Inscrição Gratuíta. Inicio: 19:00h

O movimento mundial pela inclusão é uma ação politica, cultural, social e pedagógica, desencadeada em defesa do direito de todos os educandos estarem juntos com seus pares, no contexto educacional, sem nenhum tipo de discriminação. A educação inclusiva constitui um paradigma educacional fundamentado na concepção de direitos humanos (BRASIL, 2008). 

Ao reconhecer que as dificuldades deparadas nos sistemas de ensino demonstram a necessidade de enfrentar as práticas discriminatórias e realizar ações e encaminhamentos para trabalhar tais aspectos, a educação inclusiva assume espaço central no debate acerca da sociedade contemporânea e a escola constitui-se espaço de debate e superação da logica da exclusão. É com este propósito que o Colegiado de Pedagogia, juntamente com o Núcleo de Educação Especial Inclusiva/NESPI (que parte de seus integrantes são docentes deste Colegiado) trouxe esta temática para a comunidade universitária – UNESPAR/CAMPUS PARANAVAI – com o intuito de reflexões e conhecimentos científicos necessários à formação continuada de professores e aos Cursos de Licenciaturas.

“A Política Nacional de Educação Especial na Perspectiva da Educação Inclusiva tem como objetivo assegurar a inclusão escolar de alunos com deficiência, transtornos globais do desenvolvimento e altas habilidades/superdotação, orientando os sistemas de ensino para garantir: acesso ao ensino regular, com participação, aprendizagem e continuidade nos níveis mais elevados do ensino; transversalidade da modalidade de educação especial desde a educação superior; oferta do atendimento educacional especializado e demais profissionais da educação para a inclusão; participação da família e da comunidade; acessibilidade arquitetônica nos transportes, nos mobiliários, nas comunicações e informação e articulação intersetorial na implementação da politicas publicas” (BRASIL, 2008, p. 14).

Entendemos a importância desta temática para proporcionar o entendimento e discussões do contexto educacional inclusivo para o aluno com ou sem deficiência e as condições para o acesso e permanência no ensino superior e nos demais níveis de ensino. A efetivação das Políticas Públicas Inclusivas é um desafio para todos nós que não queremos uma educação inclusiva excludente.